VOLTAR
17/06/2016
Casamento Adriana e Renato
A+    A-


 Adriana e Renato 

Casal querido e prestigiado, Adriana Cardoso Treme e Renato Abrão reuniram uberabenses para aplaudir o seu “sim” em agradável noite de junho. Justamente devido à corrida rotina médica, Adriana planejou cada detalhe com bastante antecedência. “Era um sonho me casar! Sempre brinquei que depois do convite de formatura viria o do casamento”, confessa Adriana. Foi cerca de um ano e meio até o altar: “tinha muitas ideias, muita coisa selecionada. Sabia tudo o que eu queria!”, contou a noiva, que sonhava com um casamento tradicional. A primeira escolha do casal foi a decoradora, que é de Itumbiara, cidade natal de Adriana, e auxiliou o casal em todos os detalhes. “Para fazer a decoração dos nossos sonhos, ela nos ajudou com o salão, os convites, tudo...”, contou a noiva. Além da ajuda da mãe – “ela é muito resolvida e prática!” –, Adriana contou com o apoio incondicional de Renato. “Ele foi um super-noivo! Fomos juntos ver os convites, o fotógrafo, a degustação... Ele participou ativamente de tudo!”, contou a noiva. “O casamento é um sonho. É preciso que seja tudo bem planejado para que saia do jeito que os noivos sonharam. E a antecedência é para isso, para que tudo possa acontecer da melhor forma”, dá a dica. 

De  noiva  para  noiva

A animação dos noivos é o grande diferencial da festa. O casamento é a cara dos noivos e é justamente por isso que, segundo a noiva, ele deve ser planejado segundo o gosto dos próprios noivos. “O que fica são as lembranças...”, recorda Adriana, que ainda dá a dica: “aproveite como a melhor festa da sua vida!”. 

Dica  de  ouro

A escolha do cerimonial é muito importante. Adriana sugere aos noivos escolherem um profissional da cidade. “Ele conhece bem as pessoas e os caminhos. Agiliza o processo! E sabe se virar se acontecer um imprevisto”, indicou a noiva, que optou por um cerimonial de outra cidade. “É ideal que o cerimonial seja da cidade onde os noivos decidiram realizar o casamento!” 

Doce,  doce, doce

Ponto alto do casamento foi a brigaderia, escolhida a dedo pela noiva, “importada” da vizinha Uberlândia. “Tinha de tudo servido na hora, foi o máximo”, contou Adriana. 

FOTOS/Studio Erich

 

JM Magazine 58

JÁ NAS BANCAS!





AMPLIAR CAPA
Social:
ENQUETE



EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
Publicidade: (34) 3331.7900 ou contato@jmmagazine.com.br
www.jmmagazine.com.br © 2017 · Todos os direitos reservados
AGÊNCIA DIGITAL